O grande segredo para a plenitude é muito simples: compartilhar. (Sócrates)

 

 
       




 

 

 
 

 

 

Nova Era


O ser humano e a energia cósmica


O ser humano é uma "máquina" movida pela energia cósmica vinda de um Universo carregado de poder. Quando em equilíbrio, essa energia produz vida que, por sua vez, iluminada, produz uma matéria que se movimenta por si.
Tudo na Terra é possível de ser produzido... Tudo...
Energeticamente, é a imaginação que atrai essa força vibratória do Universo para o planeta. A mente humana está diretamente conectada à consciência maior, e a quantidade de poder pessoal é o que dita o movimento do ser.
O cérebro foi perfeitamente desenhado para transmitir a mensagem energética da consciência maior para toda a mecânica do individuo em ação. Na imaginação reside o Universo e na razão mora o ego (encapsulamento genético ordenado). Ficamos presos a uma razão carnal (ou material) e deixamos o espírito sem energia para complementar o trabalho da imaginação, realizando.
Ordenadamente encapsulados, perdemos o contato com a divindade e apagamos mais de 90% de nossa capacidade de gerar energia própria. O reflexo de uma vida racional passou a ser a realidade de todos aqueles que estacionaram nesta dimensão...

Na falta do abastecimento energético natural, começamos a imitar a energia divina, sugando dos elementos da natureza as suas cargas de poder. Ao invés de produzir calor e fogo branco controlado, inventamos uma combustão negra e perigosa. Ao invés de produzir luz com apenas uma gota de água, desviamos rios para quedas em usinas monumentais e assassinas. Ao invés de soltar os elétrons e deixá-los livres, aprisionamos os átomos e explodimos os núcleos numa energia mortal. Ao invés de termos árvores com lindas, coloridas e deliciosas frutas, temos madeira para queimar e se transformar num gás altamente prejudicial.

Consumimos energia dos alimentos, dos animais, das plantas e, não bastando, complementamos o consumo energético com vitaminas, proteínas, carboidrato e tantas outras toxinas venenosas quando ingeridas de modo desequilibrado.
Consumimos toda a energia da água, do solo e do ar, poluindo essas fontes enlouquecidamente com a vibração de nosso ego, que sempre quer mais e mais e mais...

Pagamos caro por nosso consumo energético, pagamos caro para manter nossa energia viva, pagamos caro para ter luz, gás, água e tudo o mais que inventamos para nos carregar e recarregar...
Quando em estado encapsulado, temos a chance de despertar para a liberdade... Somos elétrons livres e não células aprisionadas em uma composição material, mas precisamos sentir isso na totalidade. A matéria serve apenas como veiculo de condução dessa fonte inesgotável de energia divina e não como consumidor individual de poder.
Estamos vivendo um momento de colapso energético planetário e o caos virá numa escuridão total. Se não recuperarmos em tempo a capacidade de absorver a energia Universal ficaremos sem nenhuma energia. Precisamos começar a usar novas fontes e novos recursos para criar independência antes que o blackout aconteça nas grandes cidades.

Já foi anunciado que os humanos e suas indústrias estão consumindo 40% a mais da capacidade geradora das usinas que existem na Terra. A energia nuclear está proibida porque o lixo atômico é uma enorme ameaça que ninguém sabe como solucionar. Radioatividade e hidrocarboneto são os dois maiores monstros da atualidade. Os químicos tóxicos e a falsa energia dos remédios aniquilam as gerações em períodos de 80 anos... são oitenta anos de consumo energético descontrolado; ao final deste curto e mal vivido período de vida material, o ego apodrece e é consumido por sua própria rede interna de bactérias.

A morte, como chamamos, é uma opção de um ciclo limitado e encapsulado que nunca admitiu a possibilidade de outra realidade geradora de poder e de outra fonte energética de vida além do ilusório limite. Somos viciados numa rotina de consumo. Somos dependentes de uma energia artificial. Somos motivados por aparelhos eletrônicos.
Somos carentes de luz e calor próprios. Ficamos incapazes de ativar o poder de nosso cérebro e de recuperar a conexão com a consciência maior. O ser humano consome energia até a morte... Consome mais do que pode pagar e perde muito mais energia do que poderia ganhar...

Economize essa energia artificial agora e não sentirá tanta falta dela quando o abastecimento for interrompido... Priorize o seu consumo de luz... Ligue os aparelhos apenas quando estiver usando... não gaste por gastar achando que o seu consumo não representa nada. Saiba que, absolutamente, tudo o que você consome, consome você em outro sentido... A melhor e mais poderosa energia que existe à sua disposição está no poder de sua respiração. E mais: vibre sua energia positivamente e nada nunca lhe faltará.

Calendário Maia
Previsões 2002 a 2013