Relatório de Impacto Ambiental/Ampliações do Aeroporto Internacional de SP/Guarulhos

ÍNDICE  

I. O EMPREENDIMENTO

Apresentação

1. LOCALIZAÇÃO

2. HISTÓRICO
2.1 Antecedentes 
2.2 Plano Diretor 
2.3 A Importância do Setor Aéreo no Desenvolvimento Macroeconômico e nas Economias Locais

3. JUSTIFICATIVA
3.1 Justificativa para a Implantação do Aeroporto Internacional de São Paulo em Guarulhos 
3.2 Os 18 Anos de Operação do Aeroporto Internacional de São Paulo 
3.3 O Perfil da Demanda de Passageiros  
3.4 O Mercado de Carga Aérea 
3.5 A Capacidade Aeroportuária e a Necessidade de Expansão 
3.6 Conclusões

4. AS INSTALAÇÕES EXISTENTES 
4.1 Terminais de Passageiros e Terminal de Aviação Geral
4.2 Sistema das Companhias Aéreas 

4.3 Pistas de Pouso/Decolagem e Pistas de Taxiamento 
4.4 Heliporto 
4.5 Escritórios e Edifícios de Apoio 
4.6 Sistema de Apoio - Centrais de Serviços
4.7 Estacionamentos para Veículos 
4.8 Viveiro 

4.9 Infraestrutura


5. OPERAÇÃO ATUAL

5.1 Movimentação de Aeronaves 

5.2 Movimentação de Passageiros
5.3 Movimentação de Carga, Bagagem e Correio
5.4 Atividades de Prestação de Serviços e Comerciais
5.5 Empregos
5.6 Impostos Estaduais e Municipais Recolhidos

6. AS AMPLIAÇÕES PRETENDIDAS  
6.1 Terminal de Passageiros TPS 3 
6.2 Edifício Garagem 
6.3 Pista 3  
6.4 Pista de Táxi e Pátio

7. A OPERAÇÃO FUTURA
7.1 Movimentação de Passageiros 33

8. AS OBRAS
8.1 Canteiro de Obras 

8.2 Estimativa do Custo Total do Empreendimento 

8.3 Estimativa de Mão-de-obra 

8.4 Cronograma de Implantação 
8.5 Terraplenagem 
8.6 Rebaixamento do Lençol Freático
8.7 Fundações 
8.8 Análise de Risco

II. ASPECTOS JURÍDICOS E INSTITUCIONAIS
1. APRESENTAÇÃO 
2. QUADROS SINÓPTICOS DOS
PRINCIPAIS DISPOSITIVOS LEGAIS INCIDENTES

III. DIAGNÓSTICO AMBIENTAL  
1. ÁREAS DE INFLUÊNCIA   
1.1 Área de Influência Indireta (AII)   
1.2 Área de Influência Direta (AID) 
1.3 Área Diretamente Afetada (ADA)
 

2. DIAGNÓSTICO DA ÁREA DE INFLUÊNCIA INDIRETA
2.1 Meio Antrópico  
2.2 O Meio Físico
2.3 Meio Biótico


3. DIAGNÓSTICO DA ÁREA DE INFLUÊNCIA DIRETA
 
3.1 Meio Antrópico
(
pte5/doc6)
3.2 Meio Físico
(pte6/doc6A)
3.3 Meio Biótico (pte6A/doc7)

4. DIAGNÓSTICO DA ÁREA DIRETAMENTE AFETADA  
4.1 Meio Antrópico
4.2 Meio Físico e
4.3 Meio Biótico

5. PLANOS E PROJETOS COLOCALIZADOS
5.1 Sistema Aeroportuário de São Paulo  
5.2 Sistema de Transportes do Estado de São
Paulo  
5.3 Prolongamento da Avenida Jacu-Pêssego
 


IV. SITUAÇÃO AMBIENTAL ATUAL – IMPACTOS PRESENTES  
1. MEIO ANTRÓPICO
1.1 Quanto à Economia do Município de Guarulhos  
1.2 Quanto à Arrecadação do Município
de Guarulhos  
1.3 Quanto à Estrutura de Empregos  
1.4 Quanto à Desvalorização da Área
do Entorno do Aeroporto 
1.5 Quanto à Geração de Fluxos Rodo
viários  

2. MEIO FÍSICO 
2.1 Quanto às Enchentes na Bacia do Rio Baquirivu-Guaçu  
2.2 Quanto à Qualidade da Água do Rio Baquirivu-Guaçu  
2.3 Quanto à Utilização de Água Subterrânea  
2.4 Quanto à Qualidade do Ar  
2.5 Quanto aos Níveis de Ruído

3. MEIO BIÓTICO
3.1 Quanto à Vegetação Pré-Existente 
3.2 Quanto aos Efeitos da Poluição sobre a Serra da Cantareira

V. PROGNÓSTICO AMBIENTAL 
1. IDENTIFICAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS  
1.1 Matriz de Interferência  
2. AVALIAÇÃO DE IMPACTOS E MEDIDAS MITIGADORAS
2.1 Fase de Implantação do Empreendimento 
2.2 Fase de Operação do Empreendimento

VI. PROGRAMAS AMBIENTAIS

1. PROGRAMAS AMBIENTAIS CORRETIVOS 
1.1 Programa de Adequação da Estrutura de Drenagem do Aeroporto  
1.2 Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos  
1.3 Programa de Monitoramento de Ruído Aeronáutico

2. PROGRAMAS AMBIENTAIS PREVENTIVOS
2.1 Programa de Controle Ambiental da Obra  
2.2 Programa de Comunicação Social  
2.3 Programa de Indenização e Reassentamento de Famílias Afetada  
2.4 Programa de Sustentabilidade do Manancial Subterrâneo

3. PROGRAMAS AMBIENTAIS POTENCIALIZADORES  
3.1 Programa de Aperfeiçoamento da Mão de Obra Local

VII. CENÁRIOS PROSPECTIVOS
1. SÍNTESE DA EVOLUÇÃO RECENTE E TENDÊNCIAS
2. CENÁRIO SEM O EMPREENDIMENTO 
3. CENÁRIO COM O EMPREENDIMENTO  


VIII. CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES
1. QUANTO A SITUAÇÃO AMBIENTAL ATUAL  
2. QUANTO A SITUAÇÃO AMBIENTAL FUTURA

IX. EQUIPE TÉCNICA

X. BIBLIOGRAFIA