Relatório de Impacto Ambiental/Ampliações do Aeroporto Internacional de SP/Guarulhos


8. AS OBRAS

Nesse item são relacionadas as principais características das obras que serão realizadas para implantação das instalações previstas na ampliação pretendida pela INFRAERO.

8.1. Canteiro de Obras

O canteiro de obras, área fixa e temporária, com 212.800 m², onde se desenvolvem operações de apoio às obras, divide-se em áreas de escritórios, depósitos, oficinas, refeitório e cozinha, vestiários e sanitários, laboratório de concreto e solos e instalações complementares, dimensionadas de acordo com as normas vigentes e de forma que atenda as necessidades da obra, conforme apresentado a seguir.

Escritórios

Para o desenvolvimento das atividades gerenciais e técnicas-administrativas foi prevista a implantação de escritórios que serão descritos em seqüência. O sistema construtivo dos escritórios será em pré-fabricados de madeira de lei e painéis industrializados.

- Escritório INFRAERO: ocupa uma área isolada localizada nas proximidades da portaria à esquerda da via interna de acesso, totalizando área de 2.255,04 m²;

 

 

 

 

 

- Escritório da empreiteira: localizada em frente ao escritório INFRAERO. Para os escritórios da Empreiteira está previsto um edifício térreo com uma área de 1.229,76 m² e mais um edifício térreo com 513,36 m²;

- Escritório do transporte: localizada de modo a ficar mais próximo dos principais estacionamentos da Empreiteira. Ocupará uma edificação térrea com 63,36 m²;

- Recrutamento e seleção: localizada próximo do acesso de serviço do Canteiro para facilitar a entrada dos candidatos minimizando a circulação dos mesmos. Está previsto um edifício térreo com uma área de 186,48 m²;

- Ambulatório médico: localizada entre o recrutamento e seleção e o treinamento. Está previsto um edifício térreo com 159,12 m²;

- Treinamento: pela característica de suas atividades, foi localizada próximo ao Recrutamento com o objetivo de facilitar o acesso do pessoal a ser treinado. Foi prevista edificação térrea ocupando área de 342,72 m²;

- Segurança do trabalho: localizada de modo a ficar mais próximo das áreas de produção e sem se distanciar dos locais de acesso dos novos funcionários, ocupará uma edificação térrea com 266,40 m²;

- Escritório de Sub-Empreiteiro I: localizadas na quadra dos pátios industriais como mostra o Arranjo Geral, ocupará uma edificação térrea com 63,36 m.

Depósitos

- Almoxarifado Central: localizado na quadra das instalações de apoio em galpão medindo 360,00 m². Os escritórios e sanitários medem 57,60 m², em painéis préfabricados em madeira;

- Posto de Abastecimento de Combustível: localizado na quadra das instalações de apoio. Fará divisa com o pátio do Almoxarifado e o pátio da Oficina. Os reservatórios de combustível serão de aço e como os demais equipamentos serão de propriedade da Concessionária de combustível.

Oficinas

- Oficina de manutenção: localizada na quadra das instalações de apoio. O pátio da Oficina fará divisa com o pátio do Almoxarifado, ocupando um galpão medindo 720,00 m²;

- Lavagem e lubrificação: localizadas na quadra das instalações de apoio, no pátio da oficina de manutenção, o galpão da lubrificação mede 115,20 m² e será em estrutura metálica. Terá um módulo totalmente fechado para abrigar o laboratório, o depósito de filtros e componentes, e o depósito de óleo lubrificante. O outro módulo, onde se localiza o fosso de lubrificação, terá a frente e o fundo totalmente abertos. Conta com caixa de separação de óleo em concreto armado ou pré-moldado; - Sub-empreiteira II; localizado na quadra dos pátios industriais na área reservada a os sub-empreiteiros, em galpão medindo de 300,00 m². O apoio à sub-empreiteira II será constituído de escritório, almoxarifado, ferramentaria e sanitário, com área de 57,6 m², em painéis pré-fabricados em madeira.

Refeitórios e cozinha

A edificação que abriga os refeitórios e a cozinha ocupará uma quadra localizada entre os pátios de produção, as instalações de apoio e a área reservada para o canteiro da Empreiteira da 3a Pista e pelas quadras das usinas e estacionamentos. Terá área de 2.925,93 m² e mais 48,54 m² de edificações de serviços. As edificações deverão ser construídas em madeira industrializada ou em estrutura metálica e painéis de madeira .

Vestiários e sanitários

Serão instaladas duas unidades de sanitários e vestiários na quadra dos pátios industriais, uma unidade localizada na quadra das usinas de produção e outras unidades serão instaladas nas frentes de serviços nas proximidades das estruturas definitivas.As unidades instaladas no canteiro terão 110,00 m². As unidades de campo serão dimensionadas de acordo com a quantidade de funcionários existente em cada frente de trabalho.

Laboratório de concreto e solos

O Laboratório foi localizado na quadra das usinas de produção e estoque de agregados e ocupará uma edificação térrea com 220,32 m². O sistema construtivo será em préfabricados de madeira de lei e painéis industrializados.

Diversos

- Guarita: Foram previstas duas guaritas, uma instalada no acesso de serviço do Canteiro e a outra instalada na pista de saída do Canteiro de Obra medindo 5,25 m² deverá ser do tipo industrial de fibra de vidro com sanitário;

- Portaria: localizada no acesso de veículos leves e visitantes, com 9,18 m² e deverá ser em painéis de madeira contendo materiais idênticos aos recomendados para os escritórios;

- Central de armação: localizada na quadra dos pátios industriais, compreendendo o galpão principal medindo 336,00 m², onde estarão instaladas as máquinas de beneficiamento e o galpão secundário medindo 134,40 m² para abrigar a protensão, o almoxarifado / ferramentaria e o escritório. As instalações serão em estrutura metálica;

- Central de capintaria: localizada na quadra dos pátios industriais em seqüência ao Pátio de Armação, em um galpão em estrutura metálica medindo 336,00 m² onde estarão instaladas as máquinas de beneficiamento. As construções anexas, compreendendo o depósito de compensado com 34,58 m² e o escritório e almoxarifado/ferramentaria com 46,08 m², serão em painéis pré-fabricados em madeira;

- Pátio de pré-moldados: localizado na quadra dos pátios industriais ao lado do Central de Carpintaria e parte do Pátio de Armação, contará com duas linhas distintas de pórticos móveis que cobrem cada um as oito bases de fabricação de vigas, oito bases de pré-armação de vigas, uma pista de circulação e área de estocagem de vigas Entre as pistas dos pórticos foi localizada a instalação de produção de vapor para cura das peças;

- Central de concreto: localizada na quadra das usinas de produção nas proximidades da pista de acesso à Obra;

- Usina de solos: localizada na quadra das usinas de produção entre a Central de Concreto e a Usina de Asfalto;

- Usina de asfalto: localizada na quadra das usinas de produção na proximidades da pista de acesso à Obra.

- Estocagem de agregados: ocupa praticamente o centro da quadra das usinas. Esta localização permite eqüidistância entre as pilhas de estocagens e as moegas de carga das usinas da central de concreto.

- Lazer: localizada nas proximidades dos Refeitórios e Cozinha como pode ser verificado. Deverá ser previsto um edifício térreo com 159,12 m². O sistema construtivo será em pré-fabricados de madeira de lei e painéis industrializados e os materiais utilizados serão idênticos aos descritos para os Escritórios.

Infraestrutura

- Água potável: Água potável proveniente do sistema INFRAERO será distribuída para todos os pontos de consumo do Canteiro de Obras diretamente ou através dos reservatórios elevados localizados na quadra administrativa próximo da cerca de divisa (3 unidades de 20.000 litros cada uma), na quadra dos pátios industriais próximo ao sistema de produção de vapor (1 unidade de 20.000 litros), na quadra das usinas de produção junto à central de concreto (duas unidades de 20.000 litros) e junto ao Refeitórios/Cozinha duas unidades de 20.000 litros). O sistema é complementado por um reservatório enterrado localizado junto à instalação de lavagem de veículos (1 unidade de 7.500 litros);

- Águas pluviais – drenagem: serão coletadas por canaletas e bueiros localizados respectivamente ao longo do sistema viário e junto ao meio fio das ruas. A água coletada será transportada por tubulação constituída por tubos de concreto para o rio Baquirivú;

- Energia elétrica: obtida da subestação da Concessionária no sítio do Aeroporto será transmitida em rede aérea, tensão de 13,8 kV, para a cabine primária de medição localizada nas proximidades da portaria de onde será distribuída também por rede aérea para todo o canteiro;

- Gás: A Central de Gás (GPL) foi localizada nas imediações da Cozinha. O edifício da Central de Gás terá área de 18,00 m², construído em sistema construtivo em préfabricados de madeira de lei e painéis industrializados;

- Telefone: será implantada a partir de uma Central Telefônica localizada no Escritório da Empreiteira do TPS de onde os cabos seguirão pelos postes da rede elétrica para os locais de uso. A rede de telefone estruturada compreende a ligação da Central da INFRAERO com a central do Canteiro de Obras.

- Rede de incêndio: abrangerá todas as instalações do canteiro onde houver risco de incêndio.

- Esgoto: abrangerá todas as instalações do Canteiro de Obras onde houver geração de água servida e será encaminhada para a Estação de Tratamento de Esgoto.

- Acessos, Pátios Internos e Estacionamento: compreende as pista de acesso do sistema viário existente até a entrada do Canteiro e as ruas e áreas de estacionamento interno. As áreas não ocupadas por edificações constituem os pátios 4internos que deverão receber revestimento primário com brita, podendo ser utilizados como áreas de estocagem ou estacionamento.

Preparação do canteiro

- Desmatamento, destocamento e limpeza: A área destinada ao Canteiro possui atualmente trechos alagáveis, trechos cobertos com vegetação rasteira e estoques de entulhos em sua grande maioria proveniente de demolição de antigas pistas e pátios pavimentados. Para a área prevista de 212.800 m², os materiais escavados serão classificados como material de 1ª categoria e material brejoso.

Aterro compactado

Material proveniente de jazida, totalizando 683.747,00 m³ (Considerando a cota média atual do terreno na 737,00 e a cota acabada do Canteiro na 740,00).

8.2 Estimativa do Custo Total do Empreendimento

O custo previsto para a ampliação do Aeroporto é de R$ 1.500.000.000,00 (um bilhão e quinhentos milhões de reais)

8.3 Estimativa de Mão-de-Obra

Com base no tipo de obra, na localização, na área total a ser construída e no prazo estimado de 73 meses para a construção estima-se que nos meses de pico (34º ao 41º meses) total de efetivo seja de 2.120 trabalhadores de diversas qualificações, conforme histograma de mão de obra apresentado a seguir.

Tendo em vista que esta obra está localizada dentro do perímetro urbano de uma grande cidade e nas proximidades da cidade de São Paulo considerou-se que não haverá pessoal alojado no Canteiro de Obras.

8.4 Cronograma de Implantação

As obras de Ampliação do Sistema de Pistas e Pátio de Aeronaves (PRA) terão duração prevista de 30 meses.

As obras do Terminal de Passageiros 3 e Edifício Garagem terão duração prevista de 71 meses.

As obras da Pista 3 terão duração prevista de 38 meses.

Apresenta-se a seguir o cronograma de execução das obras.


Histograma de Mão de Obra

 

8.5. Terraplenagem

TPS 3

Considerando-se as cotas de implantação das edificações e o levantamento topográfico realizado, será necessária a execução de aterros com relação à cota atual do terreno. Tendo em vista as características físicas do terreno e considerando a análise técnicoeconômica realizada, optou-se pela execução da substituição do solo. Dessa forma, a troca de solos envolve a retirada de 474.000 m3 de material, enquanto o aterro será da ordem de 1.233.000 m3, o que demandará o corte em jazida de 1.775.000 m3.

Pista 3

Para a implantação da Pista 3 será necessário aterro compactado com material de primeira categoria, com lâmina em camadas de 20 cm de material adensado utilizando 5.248.991 m3 de material.

Pista de Taxiamento (PRA) e Pátio

Para a execução da Pista de Taxiamento (PRA), Pátio e macrodrenagem será necessário a escavação de 703.822 m3 de material de primeira categoria e 960.245 m3 de material brejoso e a execução de aterro compactado de 1.304.138 m3 e aterro de sobrecarga de 71.238 m3.

8.6. Rebaixamento do Lençol Freático

O sistema de rebaixamento do lençol freático foi concebido de forma a permitir sua implantação por etapas, em função da metodologia construtiva a ser adotada durante as obras, precedendo-se sua implantação somente após a liberação pela Fiscalização, constatada sua real necessidade.

8.7. Fundações

O anteprojeto foi elaborado considerando os carregamentos aplicados às fundações pelas estruturas e as características geológico-geotécnicas dos solos correntes na área onde serão implantadas as obras. Para caracterização do sub-solo do local foram realizadas sondagens à percussão com determinação da resistência à penetração do amostrador a cada metro, parâmetro este que foi utilizado no dimensionamento das fundações. As prescrições da NBR-6122 Projeto e execução de fundações foram obedecidas na íntegra. Após extensa análise técnico econômica, foram adotadas duas alternativas para as fundações: estacas tipo hélice contínua e estacas escavadas de grande diâmetro. As estacas do tipo hélice contínua serão empregadas nas fundações dos edifícios do TPS-3. As estacas escavadas de grande diâmetro serão empregadas nos viadutos, considerando seu melhor desempenho e confiabilidade no caso dos esforços horizontais.

8.8 Análise de Risco

A aviação civil é regulada pelo DAC, autoridade competente que estabelece normas e procedimentos relativos a emergências aeronáuticas e atos ilícitos, segundo orientação internacionalmente adotada pela OACI – Organização de Aviação Civil Internacional. Os documentos pertinentes encontram-se no Volume II do Anexo.

Índice OU Avançar